Páginas

sábado, 2 de julho de 2016

Atualização Patrimônio - Junho/2016


O mês foi praticamente normal, meio lento, sem vontade. Talvez seja pela falta de boas perspectivas futuras, fico olhando as pessoas na rua e percebo um certo desânimo nelas, talvez até mesmo o meu desânimo refletido nelas, mas as coisas ainda estão caminhando a passos lentos para o abismo.

Acho que com a crise as empresas estão sendo testadas até onde elas conseguem ir, a exemplo disso foi o que aconteceu aqui. Na atualização de Abril eu comentei que tentei uma vaga de supervisão e essa vaga foi dada a outro cara.

Resultado, foi "promovido": 
O cara fez o trajeto analista -> supervisor -> "João Andante" em menos de 2 meses.

Agora estamos sem supervisão e provavelmente seremos anexados a outra equipe já que, até agora, saíram 8 pessoas dessa joça.

Previdência

Uma coisa que me deixou preocupado esse mês foi aquele rolo da Petros, já que a minha previdência privada é de lá. É um plano diferente cedido as empresas na qual ela/eu contribui para a aposentadoria de cada funcionário. Tipo a contribuição do fundo é separado por funcionário, não é como os planos da Petrobrás onde eles contribuem para o grupo. Mesmo assim, deu um certo receio de que a merda vai se espalhar a ponto de também atingir o meu plano.

Você é alguma coisa?


Essa foi a frase que me deixou encucado durante uma semana. No sábado passado eu fui a uma festa na qual encontrei uns conhecidos e, a grande maioria estava choramingando por causa da crise e que perdeu o emprego. Inclusive uma menina bem gostosinha que eu conhecia da minha cidade natal. No final da festa, eu estava conversando com os bêbados locais sobre os devaneios da vida, entre eles um cidadão que eu não conhecia me chamou a atenção. Ele era negro, franzino, com um cabelo rastafari do tipo que você logo imagina que se trata de um maconheirozinho de faculdade pública. Acho que sou preconceituoso também. Conversando com ele e outros que estavam no local, ele percebeu que uns amigos estavam me zuando dizendo que eu estou bem pra caramba nessa crise e coisas do tipo. Então ele perguntou: "Peraí, mas vc é alguma coisa?"
Fiquei olhando pra ele com uma cara de espanto, me pediu desculpas e foi me explicar o motivo da pergunta. De acordo com ele existem muitos caras nessas festas que ficam tirando onda e nem emprego tem, muitos posudos, que nem se quer estudaram pra ter uma formação. Ainda me contou que ele tinha uma namorada bonitinha que os familiares da moça, de família tradicional com boas condições financeiras, não gostavam dele pelo perfil que mencionei acima. 
Imagine vocês

Só que ele estudou, se formou, fez pós, hoje tem um emprego bacana e está numa condição boa. Conversando com ele deu pra perceber que ele tem um nível cultural muito bom. Se separaram por causa das encheções de saco dos pais dela.  Só que agora a crise bateu forte neles e a família dela está fudida, a moça não terminou a faculdade e agora tem problemas pra conseguir emprego. E agora? Ele está bem e não quer saber mais dela, mas deu pra perceber que ainda guarda uma mágoa por causa de tudo que passou.

Patrimônio:

Esse mês eu vi que uma empresa comprou quase 10% da Eternit e, por causa do preço, resolvi dobrar a minha posição. Como eu também sentia vontade de voltar pra roça escolhi uma empresa do ramo agrícola para me tornar sócio, a SLC Agro. Agora eu sou sócio de lindas terras agricultáveis. Pelo menos dessa forma eu me tornei um dono de fazenda que não faz porra nenhuma além de olhar os releases e a cotação.



Fiz uma comprinha de um lote do tesouro direto- NTNB-Principal 2035, eu pretendo ter pelo menos uns 10 mil reais lá pra quando chegar no vencimento, com o valor de aproximadamente uns 26 mil hoje, eu possa comprar um carro para o meu filho poder comer umas piranhas. (Detalhe que nem sou casado e nem tenho filhos.)
Pequeno crescimento.


Esse foi o resultado final, apenas alguns trocados a mais.

Um abraço!!

10 comentários:

  1. Legal seu post! Achei bacana a forma como escreve e os detalhes dos acontecimentos pessoais.

    ResponderExcluir
  2. E o falcão do Rappa é alguma coisa? hahaha

    Crescimento pequeno ou grande, não importa. Importa é que está crescendo!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei lá, acho que não somos todos iguais na fila do pão mas sempre tem aquelas vadias que ficam fazendo"avaliação de currículo" nas festas.

      Excluir
  3. " para o meu filho poder comer umas piranhas. (Detalhe que nem sou casado e nem tenho filhos.) "

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    Muito boa postagem meus parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Fala baiano,
    Já li seu blog todinho, acabei de criar o meu. Depois da uma conferida. Abcs!!

    ResponderExcluir
  5. Beleza? Baseado nas postagens de cidades pequenas do Pobretão e do Roger da Cidadezinha montei um blog contando sobre minha batalha pra sair de SP e ir pra uma cidade pequena. Tem umas dicas de como fazer

    http://www.ahparao.com.br/

    Ass: Antidireito.

    ResponderExcluir
  6. Opa baiano, vi que vc falou da empresa SLC agro e fui pesquisar ela.
    Os dados estão horriveis. Prejuizo de 77 milhoes apenas em 2016.

    Vc a comprou pra trade? Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu comprei pra longo prazo pois vi que o Temer quer abrir esse mercado para receber investimentos externos, uma aposta pequena, por isso que não coloquei tanta grana nela. Em relação ao prejuízo, ela teve um lucro de 74 milhões no 1º trimestre e prejuízo de 73 no 2º. A dívida de longo prazo dela que me preocupa, parece que perdeu o equilíbrio.

      Excluir
    2. Agora que fui entender qual que vc olhava, o lucro líquido. Tá feio mesmo, mas vou esperar o final do ano, sempre há uma melhora na receita.

      Excluir