Páginas

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Voltando das Férias

Se eu pudesse resumir as minhas férias em uma frase, essa seria: "Esse mês eu mijei muito dinheiro."

Como eu havia comentado, esse mês eu saí de férias sem ter recebido o abono, algo que fez com que eu reduzisse as expectativas e fizesse menos coisas legais. Só que eu não consegui deixar de beber, devo ter ingerido tanto álcool que dava pra rodar a BR-101 de cabo a rabo num Corcel.

Etapa 1: Inhotim em Brumadinho-MG

Gostei bastante de Brumadinho, cidadezinha de mineirinhos do interior apesar da proximidade da capital, fiquei no Hostel 70 para gastar pouco com a hospedagem e recomendo o local pra poder passear com a patroa, família ou dar uma de mochileiro doido. Caso vá com a patroa, pegue o quarto privativo. Eu paguei 120 reais para estadia de um casal numa suíte pequena com café da manhã bem simples. O Custo x Benefício foi ótimo comparado aos hotéis e pousadas de Brumadinho.

Inhotim é um museu a céu aberto e é um bom programa familiar, podendo considerar até barato porque a quarta-feira a entrada é franca e terça e quinta a entrada é com o valor reduzido. O local possuí ótimos restaurantes a um preço "aceitável"(R$ 38,00/kg) já que a qualidade é ótima. O que eu achei que foi um assalto foi a sobremesa, paguei R$ 11,47 num pedacinho de um pudim de chocolate. Demora uns 3 dias pra poder ver todas as atrações do museu e proporciona uma boa caminhada na natureza. No final das contas eu acabei gastando menos do que eu esperava em Brumadinho, apesar de ter frequentado todos os barzinhos que eu vi aberto por lá.

Etapa 2 - Itaúnas em Conceição da Barra-ES

Foi em Itaúnas que eu realmente levei umas boas facadas no bucho, qualquer showzinho lá eram R$ 50,00 antecipados, fui em todos que pude. Bebi tudo que achava no caminho também, experimentei a Ximboquinha e o tal do Cipó-Cravo, coisa do capeta aquilo. Os preços dos restaurantes estavam acima dos encontrados em Inhotim e com uma qualidade bem abaixo. Até aí tudo bem, era o festival de forró, tinha muita cerveja, catuaba e maconha rolando naquele lugar e eu estava aceitando que tudo iria ser caro mesmo. Só que o que me fez passar raiva foi uma pizza que eu caí na besteira de comer.

Só digo pra tomar cuidado para não ser esfolado, em alguns bares eles pedem R$ 9,00 numa cerveja. Eu fui com a Nega na pizzaria que diziam que era a melhor da Vila, vi que os preços variavam entre 57-63 reais e já fiquei com dor no coração. Imaginei que, pelos preços, a pizza deveria ser GIGANTE, deliciosa. Pedi uma meio Toscana apimentada meio Carne seca. Chegou uma pizza que mais parecia média com uma massa bem fina. Respirei, olhei pra frente e vi que além de mim tinha um cara puto........Vamos comer!!!!!!!
.
.
.
PQP, a pizza tava mais apimentada que os acarajés de Salvador. Foi então que eu vi a merda......

O refrigerante tava caro pra ca**l*o, tive que pagar R$ 9,50 numa Coca-Cola de 1 litro. Bixo, os caras fizeram a porra pra pegar turista desprevenido mesmo. No final das contas deu R$ 73,15 numa porcaria de pizza fina e apimentada com uma Coca.

Minha cara ao ver o valor da conta.

Para se ter uma ideia, no dia pós a pizzaria eu fui almoçar num restaurantezinho familiar, bem pé de cachorro de uns nativos. Pedi um "PF" de um peroá pra mim e um bobó de camarão pra minha namorada, adicionei uma cerveja pra "descer" o peixe. Nos fartamos e tudo ficou em R$ 37,00. Muito melhor que o diacho da pizza.

As dunas de Itaúnas são lindas, lá tem forró o dia todo na "Padoca", um pessoal muito animado e eu não vi brigas. Não deu pra economizar muito em terras capixabas, mas valeu pela experiência.

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Não sei o valor da pizza na Europa, mas tem uma pizzaria do tipo leve pré-assada aqui perto que é 20 contos e ainda tem quasse meio quilo de recheio.

      Excluir
  2. Amigo, o Brasil todo é caro. Tem restaurante meia boca onde moro que cobra 10 conto num espetinho de carne dura. O que me deixa indignado é que tem muita gente que paga.
    Das duas uma, ou sou pobre mesmo ou a galera tá nadando na grana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que isso, acho que o povo é burro mesmo. Um espetinho tem que umas 300g de carne pra eu pagar 10 contos nele.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Se soubesse que eu estava sem férias a 3 anos e como minha vida é um lixo normalmente, iria achar que essas férias foram ótimas.

      Excluir
    2. Normal caro amigo Baiano Canguino. Parabéns pelo blog, acompanho seus comentários lá no blog bo Bolha Imobiliária também. Nossa vida é uma merda... Temos que acostumar a esse mar de lama que vivemos. Triste realidade.

      Excluir